fbpx

A influência do VTNC, FDP, VSF, %$#@& do desempenho tanto cardiorrespiratório quanto neuromuscular.

Parece realmente que xingar, falar certos palavrões aumenta a tolerância a dor, ao cansaço, a fadiga e até a exaustão.

Este grupo de pesquisadores quis justamente testar isso. A teoria hipotética é que o ato de xingar aumentaria a descarga adrenérgica e estimularia o sistema simpático, dessa forma aumentado o poder de desempenho de força potência e resistência.

Maior desempenho máximo foi observado nas condições de palavrão em comparação com as não condições de palavrão. No entanto, o palavrão não afetou os efeitos cardiovasculares ou autonômicos. A função avaliada via frequência cardíaca, variabilidade da frequência cardíaca, pressão arterial e condutância da pele.

Os autores concluíram que os dados demonstram aumento da força e do desempenho energético para xingar, mas não a ocorrência dos efeitos cardiovasculares ou do sistema nervoso autonômico e que não está claro se esses resultados são devidos a uma alteração realmente no equilíbrio simpático ou a um mecanismo ainda desconhecido.

VAI SER UM TAL DE NEGUINHO XINGAR PARA CIMA E PARA BAIXO DENTRO DAS ACADEMIAS!!! .

Gostou desse post, compartilhe! 🙏.

Mais pessoas podem achar interessante o assunto visualizado através do seu perfil 😉 isso te gera leads, visualizações e futuros seguidores. PENSE NISSO!!!

O que você tem a dizer sobre isso?

Conhecimento é para ser compartilhado.

E não esqueça de compartilhar! Seus amigos vão gostar de se informar também!

Pin It on Pinterest

Share This